bet365亚洲官网 bet365官网

Como Ministrar um Louvor Congregacional – Parte 2 MINISTRAÇÃO Como é maravilhoso estar diante de um grupo de louvor, que realmente busca ministrar através de cânticos de adoração.
A tarefa do Louvor é libertar, operar, abençoar os irmãos, é preparar os corações para a palavra de Deus. Um bom grupo de Louvor tem de saber explorar os benefícios que traz a congregação, quando consegue realmente ministrar a presença do Espírito Santo de Deus. Ás vezes se faz necessário dar um reviravolta na maneira de cantar e tocar os cânticos, geralmente os momentos que, nem se quer estão sendo cantados por exemplo, são os que mais tocam.
Como é bonito ver e ouvir um grupo inteiro glorificando a Deus, buscando a presença de Deus, todos adorando e louvando, os instrumentos tocando uma melodia espontânea de adoração, as vozes bem suaves dos componentes do grupo dando gloria, aleluia, enfim, tendo um perido de 5-10 minutos de busca, entrega, e comunhão com Deus. O Louvor é isso. É uma arma poderosa para trazer renovo de vida a muitas almas, é arma que quebra corações duros, que expulsa todo poder das trevas, que toca e salva, que cura e opera grandes coisas. Para isso é preciso que o Grupo de Louvor esteja totalmente unido e Epírito e amor, que estejam entrosados, ligados e concentrados no mover do Espirito Santo.

Uma vez eu estava com o grupo de Louvor ensaindo na Igreja. Então apareceu uma mulher do lado de fora, ela começava a ouvir os canticos e aos poucos foi se aproximando ao ponto de ficar olhando atrás da janela de vidro na porta. A Igreja estava aberta, mas essa porta que dava entrada ao Templo estava fechada. Na mesma hora pedi para que meu irmão mais novo abrisse a porta. Continuamos ensaiando, eram poucas pessoas naquela hora, somente eu, o Tecladista e meu irmão. O Grupo ainda não tinha chegado. Enquanto tocávamos ali e buscávamos a presença de Deus no Louvor, pude notar que naquela mulher havia algo movendo seu coração. Ela chegava mais perto, mudava de cadeira, fechava os olhos e se ajoelhava. Quando começei a orar louvando ao Senhor, percebi que havia uma força contrária tentando impedir ela de se libertar na presença de Deus. Enquanto o tecladista tocava, pedi a ele que apartir daquele momento pudesse tocar de todo o seu ser, com unção, determinação e fé, pois teríamos uma luta espiritual pela frente. Começei a falar para aquela irmã que Jesus havia lhe trazido alí para poder operar em sua vida. Ela concordou, disse que estava de passagem por ali, e que ouvindo o som das musicas (mesmo sendo de origem hispânica) ela pudia entender o significado das musicas e uma paz via sobre ela. Ela afirmou ter sentido algo dentro dela que a levou até alí. Enquanto o tecladista tocava numa unção tremenda e eu alí sentindo a presença de Deus cantando, pedi que ela viesse até a frente para receber uma oração. Fiz o apelo e ela aceitou Jesus, na oração de confissão percebir que haviam espíritos malignos dentro dela que a impediam de confessar. Foi quando dei dois passos para trás, e começei a louvar ao Senhor em cânticos espirituais espontâneos. Imediatamente aquela pessoa caiu endemoniada e começava a se rastejar pelo chão como uma cobra que teve sua cabeça pisada e destruida. Impûs as minhas mãos sobre ela e expulsei toda as trevas no nome de Jesus.

Isto é uma prova real que o louvor é uma arma de libertação, de milagres, de renovação e restauração de vidas. É preciso ver de verdade o louvor operar e nem sempre o mover está nas canções em si, na melodia, no coral de vozes nem no som dos instrumentos, mas o mover de Deus no louvor se percebe, se vê, que é nos momentos de ministração epiritual e musical dos canticos que acontecem coisas tremendas. Cante várias vezes o refrão daquela musica de adoração que a congregação tanto gosta.Cada vez mais suave, 1, 2 , 3, 4 vezes, sem pressa, peça ao povo que começe a orar em voz alta, que começe a agradecer, que o vocal do grupo começe a glorificar ao Senhor, começe a cantar canticos novos e deixar que o louvor a Deus contagie toda a congregação.

LIDERANÇA É fundamental que exista um líder a frente de um grupo de Louvor. Este tem que acima de tudo ter um Espírito de humildade, de união e de adorardor. Geralmente quem assume esta posição é o Ministro(a) de Louvor. É aquela pessoa que ministra os cânticos, que canta e se comunica com a congregação durante o periodo de louvor. Muitas pessoas acham que esta pessoa tem que ter um curso superior, que tem que ter diploma e participado de Seminários Teológicos e de Música. Eu penso assim tambem, mas acho que isso não deve ser determindado, obrigatório e exigido. O Ministro de Louvor tem que ter em primeiro lugar o dom, o chamado para ser Ministro de Louvor, muitas vezes essa pessoa nem mesmo sabe tocar um teclado, guitarra, não sabe ler partitura e cifras. Ela sabe sim, cantar com júbilo e adoração, gosta de Louvor, de música gospel e alem de tudo tem o dom de se comunicar bem e compor cânticos.

A verdadeira escola está na prática, no aperfeiçoamento, do treinamento específico e na força de vontade e determinação que vem do Espírito Santo.
Ser lider é saber manter todo o grupo em união, em júbilo. É saber dividir as responsabilidades com as pessoas certas. É manter a organização em geral, a descência, é saber ouvir e reconhecer que estamos tratando de seres humandos, portadores de opiniões e sentimentos. Um grupo de Louvor tem que ter reuniões frequentes. Pelo menos uma vez por mês reserve um tempo para que todo o grupo possa se reunir, e após uma oração feita por cada um, de mãos dadas, cada membro possa dizer aquilo que está achando de positivo no grupo e tambem aquilo que se pode melhorar. É uma reunião para buscar novas metas, para melhorar a performance do grupo e não uma reunião de críticas. Sempre olhando para frente, para Jesus, o autor e consumador da nossa fé. O Líder tem que sempre anotar os pontos principais da reunião para apresentar ao grupo, tem que estar sempre buscando alcançar novos degrais.
Renovar o repertório dos cânticos, cuidar para que tudo ocorra bem, orar para que Deus envie os músicos que ainda faltam, que envie tambem pessoas capacitadas para a obra do louvor no vocal e instrumentos. Há sempre espaço para mais um no grupo de Louvor, a não ser que seu grupo já tenha uma orquestra toda formada, é claro. No entanto não se pode ter mais que dois tecladistas, pianistas e um baixista tocando ao mesmo tempo. Se houver muitos músicos em sua Igreja, é válido a opção do Líder de selecionar novos grupos, e permitir que estes apresentem tambem frequentemente, caso se observa uma boa e positiva atuação.
O Líder do Grupo tem que ter a visão do Louvor, tem que manter todo o relacionamento do grupo em si, do grupo para com seu Pastor, e do grupo para com a Igreja em perfeita harmonia. O Louvor é realmente muito visado pelo povo e tambem pelo Inimigo. Dizem que depois do Pastor Presidente da Igreja, o inimigo tem mais ódio e perseguição pelo líder do grupo de Louvor. Esses são seus dois alvos principais. Ser líder é não somente saber liderar e se comunicar bem, é ter um chamado, uma determinação: Ser um vaso de honra nas mãos do Senhor. É uma benção de Deus ser o Ministro(a) de Louvor na congregação. É um cargo visível, que está no campo em que todos gostam: Cânticos de Louvor e Adoração. É muito bom mesmo estar no púlpito, ser um verdadeiro Sacerdote, um ministrador de bençãos no louvor, ver a Igreja louvando, pessoas glorificando, chorando e sendo restauradas. É muito bom mesmo saber que se tem o controle do grupo, das decisões, do fluxo musical nos louvores. O Líder tem a condição de implantar seu próprio estilo, gosto e visão. É uma benção de Deus, mas por outro lado, a palavra de Deus diz: “A quem muito é dado, muito se lhe será cobrado” Qualquer erro, falha, pecado e desobediência de um Líder de Louvor, pode manchar toda a credibilidade do Ministério em Geral. Existe um preço a pagar. O Preço da olaria de Deus. Peça ao Senhor o dom da sabedoria, o da humildade, coloque-se nas mãos do Senhor e peça a ele que molde sua vida e carater. Confie sempre Nele. Saiba que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus e são amados por ele.

Seja um Líder de verdade, seja respeitado, reconhecido, e sempre pergunte aos irmãos (as) o que eles mais gostam na performance de grupo, peça ajuda ao seu Pastor, e reconheça o Senhor em todas as suas atitudes e palavras colocando-o sempre em primeiro lugar. Tome as decisões certas e prudentes, sempre em acordo com o Pastor, e saiba separar amizade de professionalismo. Tem líderes que não sabem falar não, outros não sabem falar sim. Seja um que sabe harmonizar tudo com a sensatez e prudência. Reúna com o grupo e seja sincero, aberto, educado, conte a eles as dificuldades, os planos, peça ajuda e oração, e nos momentos de mais luta e tribulação convoque um jejum geral de todos os participantes do grupo. Ore sempre de mãos dadas e dê a oportunidade aos membros de orarem e pedirem as bençãos de Deus. Olhe nos olhos. Ouça muito e fale pouco. Todos os seus passos, palavras e atitudes estão sendo vigiados, anotados. E que para Glorificar o nome de Jesus na sua vida, seja um líder cheio do poder de Deus, da ousadia e intrepidez na palavra. Tenha uma vida diária de oração e comunhão com Jesus e verá que seu desempenho como Ministro de Louvor, Servo de Deus e irmão em Cristo vai ganhar novos rumos. Deus te escolheu, Jesus te ama e conta com você e o Espírito Santo te capacita mesmo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *