bet365亚洲官网 bet365官网

O artigo da jornalista nigeriana sobre as Miss Mundo deixou-lhe a cabeça a prémio. O estado de Zamfara, no norte do país, emitiu uma “fatwa”, decreto religioso de condenação à morte, contra Isioma Daniel, a autora do artigo considerado blasfémia pelos muçulmanos. O artigo, que provocou a ira da comunidade muçulmana, foi publicado pelo jornal “This Day News” e afirma que “mesmo Maomé desejaria uma miss como esposa”. A jornalista foi obrigada a demitir-se, mas conseguiu fugir do país. Para trás deixou vários dias de motins, entre a comunidade muçulmana e cristã, que provocaram 220 mortos. Perante a violência as candidatas a Miss Mundo abandonaram a Nigéria, onde deveria realizar-se o concurso internacional de beleza, que acabou por ser transferido para Londres.

Na Nigéria, Zamfara é o primeiro de 12 estados a introduzir progressivamente a lei islâmica, num país que recuperou a democracia em 1999.

Autor: www.euronews.net

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *