bet365亚洲官网 bet365官网

Conta-se que certa vez, um homem perdeu todas as suas economias num negócio mal feito.
Ficou apenas com seu cavalo, morando numa casa meia-água, sem pintura, sem luz nem água.
A poucos metros dali morava um homem rico, e da janela de sua sala podia ver o barraco do homem pobre.
O homem pobre era muito simpático e cada vez que alguém lhe pergunta: “Como é que vai?”, ele respondia: “Vou muito bem, graças ao meu cavalo”.
As pessoas intrigadas lhe perguntava: “Como é que é? Graças ao seu cavalo? Como assim?”
E o homem pobre respondia: “Pois vou muito bem, graças ao meu cavalo. Ninguém tem um cavalo como esse.
Ele me faz companhia na minha solidão, me alegra quando estou triste, conversa comigo e até me faz todas as manhãs o café”.
– “Como é que é? Cavalo que faz café? Essa é boa”, diziam as pessoas.
No entanto, de tanto repetir sempre o mesmo, as pessoas se acostumaram e até acreditaram que aquele cavalo tinha algo de especial para ser tão admirado pelo seu dono.
Foi quando o homem rico se sentia cada vez mais solitário. Não havia médico que lhe ajudasse.
Certa vez ouviu pessoalmente o homem pobre dizer a alguém que lhe perguntava: Como é que vai?
“- Vou muito bem, graças ao meu cavalo. Ninguém tem um cavalo como esse.
Ele me faz companhia na minha solidão, me alegra quando estou triste, conversa comigo e até me faz todas as manhãs o café ”
O homem rico pensava consigo: Ah se eu tivesse um cavalo desses para me tirar de minha solidão.
E de tanto pensar nisso, certa dia foi bater no rancho do pobre.
– “Meu amigo, eu vim aqui comprar o seu cavalo.”, disse o homem rico.
– “O que? Comprar o meu cavalo? De jeito nenhum. Ninguém tem um cavalo como esse.
Ele me faz companhia na minha solidão, me alegra quando estou triste, conversa comigo e até me faz todas as manhãs o café”, repetia o pobre.
– “Pois eu estou resolvido a comprá-lo. Pode fazer o preço”.
– “Pois não há dinheiro que pague esse cavalo. Não vendo nem por dez mil reais”,
– ‘Pois eu lhe ofereço cem mil reais. Lhe dou 100 mil reais pelo seu cavalo”.
-“Bem disse o pobre, 100 mil reais é muito dinheiro. Mas mesmo assim eu não vendo.
-“Então lhe ofereço 300 mil reais. É minha última oferta.
– Trezentos mil reais? Pois vai me doer muito no coração, mas até que por 300 mil eu poderia lhe vender o meu cavalo, disse o pobre.
O homem rico mandou um dos seus criados buscar o dinheiro no banco e no final da tarde fizeram o negócio.
O pobre recebeu o dinheiro e o rico foi para casa com o recém adquirido cavalo que fala e fazia café.
Passaram-se algumas emanas e o cavalo nada de falar ou fazer café na casa do rico. Só vivia pastando.
Depois de um mês o rico foi procurar o ex-pobre para queixar-se:
– “Quero lhe dizer que o senhor me enganou. Esse cavalo que comprei do senhor não passa de um velho pangaré, que não serve para nada.
Ele não faz nada, muito menos fala ou faz café. O senhor me enganou.
O ex-pobre lhe advertiu:
– “Meu amigo, nunca fale mal de seu cavalo, porque se continuares falando mal dele jamais conseguirás vendê-lo adiante.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *