bet365亚洲官网 bet365官网

Autor: Raul Breno Marquardt

(um texto irônico apenas reflexivo)

Lá vem mais um destes e-mails sobre o dia 666. Caramba … tá ficando chato isso, nheim ?

Pois é, mas isso foi ontem. Estamos agora no dia 7 de junho de 2006 … ufa. O pior já passou. Passou ? Passou ou não passou ?

O que aconteceu ontem ? Bom … pelo que ouvimos falar pelo mundo afora, muita gente celebrou ontem, muita gente AMOU o dia de ontem, principalmente o comércio que faturou muito com especulações. Por outro lado, ouvimos gente séria falar sério, e de tão sério que foi falado, parece que é impossível não refletir sobre o assunto, e no mínimo, acreditar em muita coisa que foi dita. Ainda somos do tempo que palavra escrita em livro (seja que livro for) tem muito valor, pois somos do tempo em que ser escritor era muito caro, e por isso havia seleção natural para pegarem somente os bons, então, o que era escrito deveria se tomar como bom, ainda mais se vem de editora cristã (ao menos é dito que é editora cristã).

Me lembro muito bem quando era criança que se falava de coisas estranhas acontecendo no mundo espiritual, época em que falar de “coisas espirituais” não era popular nos meios de comunicações. Palavras como espiritualidade, sensitividade, regressão astral, carma, mantas, e tantas outros termos espiritualísticos nunca foram populares, e falo da década de 70, somente trinta e poucos anos atrás. Hoje temos até crianças do primário brincando de cartas orientais de demônios sendo invocados nos intervalos de uma aula a outra em suas escolas, e como nunca na vida os meios de comunicações foram tão invadidos por assuntos espiritualísticos.

Ok ! Mas aonde quero chegar, já que estamos no dia 7 de 06 de 2006, o 766 ? Para muitos ontem parece que o dia foi o clímax da representatividade de toda a espiritualidade, tanto para o bem quanto para o mal, de acordo com o pensamento de que o bem luta frente a frente em uma força igual à do mal. Ontem foi o dia em que o bem disse: “vamos dar uma folguinha pra festinha do seu halloween, pois no dia 766 todos estarão bêbados e de porre, dai a gente volta à ativa pra resgatar os corpos dos campos de batalha, e cuidar dos feridos”. Numa verdadeira batalhe de RPG, o dia de ontem foi uma epopéia de Game Over, e quem não passou de fase vai se empenhar pra não ficar de fora do próximo 666 que acontecerá em 6 de junho de 2016.

Alguém já pensou em procurar pistas bíblicas sobre o dia de ontem ? Ou você é da pessoa que acredita em tudo o que lhe mandam por e-mail, como por exemplo arrancar fora aquele famoso “vírus” em forma de ursinho do seu computador, que na realidade é um arquivo de sistema do Windows ?

Alguém já parou para pensar que o dia 6 de junho de 2006 pode ter sido na realidade, 6 de junho de 2010 ? Alguém nunca ouviu falar que nosso atual calendário foi falho até mais à época em que um dos papas da época medieval instituiu um novo calendário pra corrigir os dias bissextos que nunca foram arrumados ? Alguém nunca ouviu a história de que a virada do milênio aconteceu justamente do ano de 1996 ? Nunca ninguém ouviu que Jesus nasceu no ano -4 A.C. ? Ou seja, Jesus nasceu 4 anos antes do nosso calendário.

Vamos entrar agora no cenário evangélico.

Curiosamente o dia de ontem parece que classificou os cristãos em três denominações:
1 – As que acreditaram no poder do dia 6.06.2006
2 – As que estão sensibilizadas, mas não se convenceram completamente. Mas por via das dúvidas procuraram se precaver, e não fizeram negócios substanciais em suas empresas, alguns até deixaram seus filhos em casa, outros possivelmente nem relações sexuais tiveram, deixando para hoje, afinal, nada custa cuidar para que uma possível maldição venha sobre uma concepção de uma criança no dia de ontem.
3 – As que definitivamente acham que é tudo uma besteira das pessoas que não têm mais nada o que fazer, a não ser contar estórias.

Ok, ok, ok !

O pior já passou …

Hoje, dia 766, o dia está mais calmo. Assim como Baco, que no dia de ontem ficou atazanando as virgens, hoje ele está caído pelos campos afora, bêbado pelo seu próprio vinho.

Hoje, dia 766 volta a ser dia de Deus, e ontem foi dia do inimigo, e ontem Deus deu uma folga. Ontem Deus não teve forças pra prevalecer. Ontem tinha tanta gente fazendo forças de pensamentos positivos pro inimigo, que não adiantou muito os jejuns, a não ser pra fazer uma “reza forte” para auto-proteção.

Hoje, dia 766 … podemos sair dos nossos casulos, afinal, ontem estávamos em orações profundas. Hoje não é mais necessário tanto empenho.

Hoje, dia 766 … o inimigo baixou a guarda, e hoje não terei problemas tantos na firma, hoje não terei tantos problemas com meus filhos, e já que eu não os deixei ir à aula ontem, me empenharei pra ajuda-los a recuperar as matérias escolares perdidas. Hoje poderei dormir tranqüilo com minha esposa, e quem sabe, hoje não terá problema em pensarmos na concepção de uma criança tão carinhosamente esperada. Conceber um filho ontem ? Nem em pensamento. Pode até ser que não é verdade, mas por vias das dúvidas …

Hoje é dia 766 … que bom que o borbulho melhorou.

Hoje é dia 766 … que bom que não serei mais entulhado de e-mails sobre o dia 6 de junho de 2006. E o outro será só em 6 de junho de 2016, e isso se ninguém implicar que não é a mesma coisa, já que existe o 1 na frente do seis.

Hoje é dia 766.

Bom … voltemos à atividade normal, pois o pior já passou, e de agora em diante Deus voltou a reinar, algo que não teve muito sucesso no dia de ontem.

Ontem foi dia de muito cuidado, de jejuns e orações pra minha proteção … hoje não mais.

Autor: Raul Breno Marquardt – raul@marquardt.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *