O Homem e a Porta Estreita Mt 7:13-14

 
Introdução: Para Jesus não há muitas portas, há somente duas, Não muitos caminhos, só dois: o bom e o mal, o da salvação ou da perdição.
O mundo, para Jesus, entra somente por duas portas e anda por dois caminhos. E a humanidade se divide em cinco grupos com respeito a porta e o caminho a ser seguido.

I – OS QUE DEPRECIAM A PORTA: OS INIMIGOS

1 – são uma grande maioria
· São os soberbos e orgulhosos deste mundo
· Os que buscam a sua própria glória.
· Eles buscam arcos triunfais para passar por debaixo deles, como novos imperadores romanos.
· Os que necessitam de suficiente espaço para entrar com seu séquito de servente

2 – Estes dão as recusas à porta
· É demasiadamente humilde para eles
· Não entra por ela aqueles que se consideram grandes
· As vezes chegam a injuriar a porta e a maldizerem por ser um estorvo em seu caminho
· Em algumas ocasiões se lembram dela em silêncio com uma olhada de desprezo

II – OS QUE SE SIMPATIZAM COM A PORTA: SÃO OS AMIGOS DE LONGE

1 – O numero é bastante grande
· Formam um exercito bastante numeroso diante da porta
· A contemplam com um sorriso e com um assentimento de cabeça
· Sabem que a porta é boa, a única que conduz a felicidade verdadeira
· E até chegam, a vezes, a mandar a outros que entrem por ela.

2 – Porem eles mesmos não entram
· Se desculpam com muita cortesia
· É que a porta para eles é demasiadamente estreita
· E demasiadamente humilde também
· Para alguns destes amigos, se a porta fosse um pouquinho mais larga… talvez entrariam! E até se atrevem a propor uma reforma

III – OS QUE ENTRAM E SAEM: OS INCONSTANTES

1 – Compreendem uma grande maioria dos que passam pela igreja
· Se fosse publicada uma lista
· São 75 por cento dos membros que aceitam a Cristo
· Com esta gente a igreja é um saco furado, entram por cima e saem por baixo
· Entram muitas vezes sem propósito de entrar, e tão logo encontram o buraco, saem
· Constitui o problema mais sério para o pastor

2 – Porque saem tanta gente, depois de entrar ?
· Porque acreditavam que atrás da porta estava escondido um verdadeiro banquete
· Ou entraram pelo entusiasmo de alguém
· Ou tiveram que deixar para trás, não bem deixados seus vícios
· E uma vez dentro da porta não se acostumaram sem eles
· E naturalmente, pulam fora

IV – OS QUE ENTRAM E SE DETEM: OS VAGOS

1 – São menos que os do grupo anterior, porem são muitos
· Foram, que sabe, na promessa da igreja
· Entraram com muito entusiasmo
· Talvez chegaram a ser lideres de grupos
· Ou ocuparam outros cargos de importância
· Ou foram soldados de batalhas, porem valente e fiéis

2 – Porém se cansaram logo
· Entraram pela porta e estacionaram perto dela contemplando
· Ou que sabe na metade do caminho
· Ou talvez três quartos da viagem
· Porém ai estão frios, mais mortos do que vivos
· São mais impecilhos do que bênçãos na igreja
· Não deixam outros passar, porque estão encostados no caminho, e impendem o transito
· Quando morrem se encontrarão muito longe da meta final
· Se encontrarão muito longe da porta final da glória

V – OS QUE ENTRAM E SEGUEM MARCHANDO FIÉIS

1 – São os poucos, os muitos contados
· Os que deixaram tudo para poder entrar pela porta
· Os que abraçaram com alegria as condições do porteiro
· Os que entraram decididos a não voltar atrás
· Os que abandonaram muito bem as coisas deste sistema
· Pode ser que caiam uma ou outra vez, porém uma ou outra vez se levantaram com muito mais brilho e força

2 – Para estes não há descanso
· Sabem que não podem retroceder
· Sabem que não podem dormir
· Sabem que a jornada é dura, porém também sabem que a medida que avançam fica mais fácil
· Sabem que há perigos, porém também sabem que estes não são nada comparado com as bênçãos recebidas
· Vão subindo, sempre subindo, até em cima
· Vão deixando o calor de baixo e sentindo o frescor das alturas
· Vão se submergindo de um novo ambiente de uma nova vida que se renova sem cessar a medida que vão subindo
· São estes somente que chegarão ao final da jornada, os que encontrarão aberta a segunda porta pela qual entrarão nas moradas eternas.

Conclusão: Há somente um prêmio para os que entram pela porta e seguem marchando pelo caminho. E os outros? Resumir os quatro grupos anteriores. Está você com os outros? Ap 3:20,21

joaquimherege@uol.com.br

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
[adinserter block="4"]

Sumário

[adinserter block="5"]

Artigos Relacionados