bet365亚洲官网 bet365官网

O senhor João controlava o dispositivo de elevação de uma grande ponte de trem
sobre um rio. Sempre quando aparecia qualquer navio na bahia, ele já estava
mexendo nos controles. Um sábado ele levou consigo o filho de dez anos. O trem
das 10 horas estava chegando cedo. A ponte tinha que descer depresa.

Ele olhou pra traz procurando Pedrinho. Onde estava seu filho? Seu estômago se
contraiu de medo. “Pedrinho” gritou ele. Enquanto isto a grande ponte começava a
descer. “Papai, Papai”. O pânico fez seu corpo gelar… Ele viu seu filho junto
às grandes engrenagens da ponte, embaixo da cabine de controles. Os dentes
gigantes já engoliam a jaqueta do menino. Agora sua mão e seu braço estavam
sendo devorados. Seu corpo estava sendo puxado pela grande máquina.

O senhor João, indeciso estendia a mão aos controles. O trem aproximava-se,
estava cheio de passageiros. “Papai, me ajude!. O terror na voz do menino quase
fazia romper os nervos do pai. O pai olhava para o trem e depois para o seu
filho. Sabia que era o último momento para escolher entre a vida de seu filho e
as centenas no trem.

Ele manteve a decisão. A ponte abaixava lentamente na obra de misericórdia para
os passageiros. O senhor João gritava de dor enquanto a engrenagem moía o corpo
do menino. Os gritos logo cederam ao barulho do trem. Os turistas no trem não
tinham idéia do grande sacrifício que havia ocorrido em seu favor. Nos vagões
confortáveis, eles sorriam e sinalizavam para o Senhor João. (ilustração).

Dois mil anos atrás ocorreu uma situação parecida. Deus mandou seu filho ao
mundo. Ele viu seu filho sofrer e morrer por mim e por você. Era um grande
sacrifíciu em nosso favor. Que amor inexplicável… dar seu filho pelo próximo.
Jesus morreu por você para que hoje você tenha vida e a tenha em abundância
(João 10:10). Entregue hoje sua vida e seu coração a ele e experimente desta
vida abundante que o Senhor quer te dar.

Deus abençoe!

Autor: Hélio Martins

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *