4 de junho de 2009
Lembranças
Eclesiastes 1:11 – Já não há lembrança das coisas que precederam; e das coisas posteriores também não haverá memória entre os que hão de vir depois […]
4 de junho de 2009
Morre o sábio … o estulto
Eclesiastes 2:16 – Pois assim do sábio como do estulto, a memória não durará para sempre; pois, passados alguns dias, tudo cai no esquecimento. Ah! Morre […]
4 de junho de 2009
O mesmo lhe sucede
Eclesiastes 3:19 – Pois o que sucede aos filhos dos homens, isso mesmo também sucede aos brutos; uma e a mesma coisa lhes sucede; como morre […]
4 de junho de 2009
O Pai que pagou o preço
O senhor João controlava o dispositivo de elevação de uma grande ponte de trem sobre um rio. Sempre quando aparecia qualquer navio na bahia, ele já […]
4 de junho de 2009
Olhos fartos e ouvidos cheios
Eclesiastes 1: 8 – “… os olhos não se fartam de ver, nem os ouvidos se enchem de ouvir.” O que passa pela sua mente ao […]
4 de junho de 2009
Que proveito há…?
Eclesiastes 1:3 – Que proveito tem o homem, de todo o seu trabalho, com que se afadiga debaixo do sol? Se há uma coisa que nós […]
4 de junho de 2009
Recompensa
Eclesiastes 3:22 – Pelo que tenho visto que não há coisa melhor do que alegrar-se o homem nas suas obras; porque esse é o seu quinhão; […]
4 de junho de 2009
Sabedoria
Eclesiastes 1:13 – E apliquei o meu coração a inquirir e a investigar com sabedoria a respeito de tudo quanto se faz debaixo do céu; essa […]
4 de junho de 2009
Sacrifício de tolos
Eclesiastes 5:1 – Guarda o teu pé, quando fores à casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos; pois […]